As teclas e os teclados

 

 

Partimos para uma nova viagem de descoberta pelo magnífico mundo da Música, desta feita com o tema “As teclas e os teclados”.

Se é verdade que o Festival é consagrado ao instrumento rei por excelência, não é de ignorar que a música é um Universo e, como tal, um espaço infinito de possibilidades.

Contamos em 2022, depois de uma interrupção, oito anos a desafiar a criatividade e a demonstrar que, partindo do órgão, se podem percorrer as mais variadas estéticas artísticas.

Porventura, a alguns, pode ser desconhecido que no reino dos instrumentos musicais existem vários que utilizam as teclas (teclado) para fazer nascer os sons. Essas teclas, ao longo de mais de dois milénios, foram utilizados por génios criadores para construir novos instrumentos e, por inspirados compositores, para desenhar linhas de harmonia.

O Piano e o Cravo, que todos reconhecemos, mas outros porventura menos conhecidos, como a Celesta, o Virginal ou o Clavicórdio. Alguns vamos poder ouvi-los em Braga.

Também o génio criador de compositores ibéricos, italianos, franceses, alemães, do barroco ao contemporâneo, condensa-se na capital minhota, palco da arte sem fronteiras e intemporal. Tendo sido celebrado, recentemente, os 250 anos do nascimento do mestre de Bona - Betthoven, que chegou a ser organista, era exímio tangedor de cravo e apaixonou-se pela expressividade do piano, não quisemos deixar de lhe prestar homenagem num dos concertos.

Dê-nos a honra da sua companhia!

Cartaz 2022